Como Propagar Uma Orquídea

Aprendendo a Dividir Orquídeas!

divisão-de-orquideas

A propagação de orquídeas é uma técnica usada para cultivar suas próprias orquídeas, usando as plantas que você já possui. Existem seis métodos diferentes de propagação, mas o método de divisão é um dos mais fáceis para os jardineiros domésticos.

É melhor dividir suas orquídeas no início da primavera, quando o novo crescimento se está formando. Isso significa que suas orquídeas divididas terão um ano inteiro para crescer e estarem prontas para florescer na primavera seguinte.

Antes de começar sua propagação de orquídeas, você precisará de algumas ferramentas. Esses incluem:

Uma faca afiada esterilizada
Vasos de orquídea
Pelo menos uma orquídea

Depois de reunir as ferramentas acima, você está pronto para começar a propagar. Certifique-se de que você não está tranquilo quando fizer isso, porque se você estiver propagando pela primeira vez, você precisará se concentrar.

Agora pegue sua orquídea e levante-a do vaso. Deve ter pelo menos seis bulbos nela. Uma vez que cada divisão vai precisar de três bulbos, deve haver um novo crescimento para cada bulbos. Se sua planta tem isso, então você pode propagar.

Obtenha sua faca afiada esterilizada e divida a planta em duas peças, certificando-se de que existem pelo menos três bulbos por peça. Se a sua orquídea tem nove bulbos, você pode dividi-lo em três peças se cada peça tiver um novo crescimento.

Depois de dividir sua planta, é hora de replantar cada peça. Coloque cada pedaço da planta dividida em um novo vaso e coloque suavemente o seu meio escolhido, como musgo esfarelado ou casca de árvore em torno das raízes da orquídea. Certifique-se de que cada peça é estável. Você acabou de propagar uma orquídea!

Mas por que você quer fazer propagação de orquídeas?

cuidados-com-as-orquideas

Propagando orquídeas é uma ótima maneira de aumentar a quantidade de orquídeas que você tem, sem nenhum custo para você, exceto pelos vasos e o substrato. Então, ao invés de apenas poder comprar uma orquídea, você pode transformar essa orquídea em duas, três ou mesmo mais orquídeas.

Dois a três anos depois de ter dividido sua orquídea, você poderá dividir suas plantas de novo, dependendo de quão bem elas cresceram.

Ao longo dos anos, a propagação de orquídeas pode se tornar um ciclo contínuo, onde você pode criar mais e mais orquídeas – de graça!

E como existem centenas de diferentes tipos de orquídeas esta é uma ótima maneira de aumentar seu estoque de orquídeas.

Ao juntar-se a uma sociedade local de orquídeas ou se tornar amigável com outro produtor de orquídeas, você poderia trocar suas orquídeas propagadas por uma variedade diferente de orquídeas. Ao fazer isso, o cultivo de orquídeas não precisa ser um passatempo caro.

Gostaria de saber mais? Então acesse e saiba tudo sobre as orquídeas.

Então, se você sempre quis experimentar propagação de orquídeas, por que não dar uma chance? É muito fácil de fazer, desde que você siga as instruções acima. E o melhor de tudo, você obterá uma nova orquídea fora dela!

 

Anúncios

Variações das Flores das Orquídeas

Um Pouco de Teoria!

aprenda-a-cultivar-orquideas

As orquídea são uma grande família na classificação das plantas com flores. Existem muitas espécies de orquídeas. As flores são diferentes umas das outras. Alguns produtores conseguiram cruzar orquídeas para produzir uma nova orquídea, as flores podem eventualmente parecer melhor do que os pais. Os híbridos podem fortalecer uma linha fraca ou adicionar mais variedades nesta grande família de plantas. Às vezes, o cruzamento não é tão bem sucedido.

Apesar das muitas variações entre as orquídeas, as flores ainda podem ser classificadas em grupos. Uma flor única, quando algumas orquídeas florescem, elas produzem flores únicas. Existem outras espécies que florescem a inflorescência. Isso significa que, com este tipo de orquídeas, flores florescem por cluster.

Nas orquídeas, as flores normalmente possuem três sépalas e três pétalas. Para distinguir um do outro, as pétalas são coloridas, enquanto o sépalo é comummente colorido verde. Em algumas orquídeas, as flores têm uma grande pétala. Isso é chamado de labial ou labial. Está perto do ovário da planta. A flor está estruturada de forma a torná-la vantajosa e fácil de polinização. Existem algumas orquídeas que não possuem um labelo distintivo.

Se é difícil de imaginar, tente olhar a imagem da orquídea Cattleya, suas sépalas formam um triângulo. Para a variação no aspecto sepal, os chinelos Venus têm sépalos fundidos que são chamados synsepal. Existem orquídeas que têm todos os sépalos fundidos, um exemplo de tal é o Masdevallia. As orquídeas variam em flores e estrutura, se a orquídea tiver um número de pétalas anormal, você pode classificar essa orquídea como peloric.

Comumente, as orquídeas têm um estame central. O gramado é dito ser a parte masculina da flor. Este é outro motivo de distinção para as orquídeas, as flores podem ter três estames ou dois estames. As orquídeas que possuem três estames são a Neuwiedia ea Apostasia. Ter-se três estames é uma característica das orquídeas primitivas, enquanto as Cypripedioideae têm dois estames.

Os estames possuem filamentos. Esses filamentos formam uma estrutura cilíndrica. Algumas pessoas chamam de coluna ou o gynostemium. A fusão dos filamentos também varia. Existem orquídeas que têm fusão, que são apenas parciais como Apostasioideae, enquanto algumas têm fusão total como as Epidendroideae. Com orquídeas, as flores têm estigma assimétrico, é a parte da orquídea, que recebe pólen.

A Polinização

cuidados-com-orquideas

A polinização é parte integrante da vida de uma orquídea. É aqui que o labelo desempenha um papel importante. Atrai os polinizadores com a sua forma, cor e às vezes odor. Algumas orquídeas produzem odor que pode atrair insetos machos e enganar esses insetos em acreditar que vão se acasalar. Uma vez polinizadas, milhares de óvulos podem ser fertilizados.

Para produtores de orquídeas com plantas que não podem auto-polinizar, você pode ajudar sua polinização de orquídeas usando um lápis. As orquídeas das regiões mais frias auto-polinizam, pois há menos polinizadores ao redor. Exemplos de orquídeas auto-polinizadoras incluem o Ophrys apifera e o holcoglossum amesianum.

Existem algumas orquídeas que são mais evoluídas e possuem um mecanismo de polinização mais complexo. Isso é comum às orquídeas de anão único. Este tipo de orquídea possui o rostellum. Os pólens de orquídeas podem ser liberados em grãos isolados, enquanto existem alguns que não liberam grãos isolados. Existem algumas orquídeas que têm uma polinização. Isso faz parte da flor da orquídea que possui muitos grãos de pólen conectados a um filamento. Você pode ver essa estrutura em Habenaria ou Vanda.

As orquídeas se adaptaram e sobreviveram em diferentes tipos de ambiente. As orquídeas cruzaram extensamente com outras orquídeas produzindo diferentes orquídeas; as flores podem ser mais bonitas. Não há dúvida de que as orquídeas continuarão a se multiplicar e produzir flores interessantes.

Veja abaixo um vídeo explicando sobre como cuidar de orquídeas.

7 Dicas Para Ter Orquídeas Saudáveis

Introdução

cuidar e cultivar orquideas

Muitas pessoas pensam que é difícil cultivar orquídeas ou ter orquídeas saudáveis. Sim as orquídeas requerem atenção semanalmente e, se você é completamente novo no cultivo de orquídeas, você vai querer adquirir algum conhecimento básico delas em sites, livros, revistas ou mesmo juntando-se a um clube ou sociedade dedicada ao cultivo de orquídeas.

Vamos dar uma olhada em algumas maneiras de garantir que suas orquídeas sejam saudáveis.

Iluminação

Você precisa fornecer luz suficiente. As orquídeas devem receber em média dez horas de luz média todos os dias. Se estiver se desenvolvendo em sua casa, uma janela exposta ao norte é uma excelente escolha. A janela que dá para o sul geralmente não tem ou recebe luz suficiente e aquelas para o leste ou o oeste têm poucas horas de boa luz. No verão, talvez seja necessário usar cortinas para suavizar a luz que é muito brilhante.

Temperatura

Não de ter nenhuma mudança brusca de temperatura. As orquídeas não têm muita flexibilidade para temperaturas que tenham flutuações repentinas. Se você está cuidando suas orquídeas no jardim, a temperatura será fundamental para você ter orquídeas floridas saudáveis ​​ou não. Se houver alguma mudança como aumento ou diminuição as temperaturas em dez graus, as orquídeas podem não sobreviver. Essa mudança repentina na temperatura pode prejudicar seu ciclo de crescimento e permitir que eles adquiram doenças, como a podridão. Certifique-se de comprar apenas orquídeas que podem ficar bem em sua localização e que elas cresçam dentro de casa se houver mudanças climáticas em rápida mudança.

Escolha as orquídeas que melhor se adaptem às temperaturas do local onde vai cultiva-las. Estude um pouco antes de comprar suas orquídeas. Diferentes espécies de orquídeas possuem necessidades de temperatura. Não tente cultivar uma orquídea que necessite de temperaturas de  26 a 32 graus do dia se você não tiver esse intervalo de temperatura a cada dia onde você mora. As orquídeas crescem em todos os lugares do trópico até os picos nevados. Conheça antecipadamente as necessidades da orquídea que você comprar e respeite estes parâmetros, seja dentro ou ao ar livre.

cultivar orquideas

Limpeza

Mantenha suas orquídeas limpas. Para ser saudável e próspera, as orquídeas precisam estar limpas. Em seu ambiente natural, que na maioria dos casos é tropical, as orquídeas são limpas diariamente por chuvas que eliminam pó e insetos. Você deve limpar a poeira e a sujeira das suas orquídeas pelo menos uma vez por semana. Ocasionalmente, você deve misturar várias gotas de inseticida com emulsão de óleo vegetal (não óleo mineral) em água morna e limpar com uma esponja as folhagem das orquídeas. Ele dará à planta um olhar polido e protegê-lo contra danos causados ​​por pragas.

Fertilização

Em geral, os melhores fertilizantes a serem utilizados são líquidos: adubos orgânicos, concentrados comerciais e soluções de nutrientes. Este adubo deve ser cuidadosamente colocado na borda do vaso e não deve entrar em contato com folhagens, pseudo-bulbos ou rizomas. Existem muitos fertilizantes sintéticos que você pode comprar para orquídeas e você também pode fazer misturas de nutrientes, cujas receitas foram transmitidas de jardineiro a jardineiro ao longo dos anos.

Regas

Não afogue as orquídeas. Uma orquídea molhada exageradamente vai ficar doente e morrer. Por outro lado, ocasionalmente, esquecer de regar uma orquídea raramente resultará em doença ou morte. Quando as raízes de uma orquídea são saudáveis ​​e secas, elas serão brancas. Verifique com freqüência para garantir que suas orquídeas não tenham raízes verdes, pois isso é uma indicação de excesso de rega. Outras indicações de excesso de água é quando estão crescendo musgo ou ervas daninhas.

Replante

Replante suas orquídeas quando necessário. Este é o passo que mais assusta a maioria dos novos cultivadores de orquídeas. Mas as orquídeas precisam ser replantadas se as plantas são muito grandes para o vaso ou se o composto estiver esgotado ou muito alcalino. Deixar uma orquídea em composto antigo é pior do que mexer nas raízes. Replante com cuidado e suas orquídeas não devem sofrer nenhum efeito negativo. Obtenha ajuda pela primeira vez, lendo sobre isso, assistir a vídeos de como fazer, ou encontrando alguém mais avançado no cuidado de orquídeas para ajudar.

Seguindo essas dicas, você que está cultivando orquídeas vai ver que tudo é muito mais simples do que parece.

Aprenda tudo sobre como cultivar orquídeas acesse agora!

Bem Vindos ao Orquídeas Garden!

 Seja bem vindo ao nosso Blog!

aprenda a cultivar orquídeas

Neste blog iremos falar sobre Orquídeas! Como cuidar e cultivar essas maravilhosas plantas.

Iremos passar informações sobre as principais necessidades que envolvem o cultivo de orquídeas, como aduba-las, rega-las, qual a quantidade de iluminação necessária, como transplantar de vaso, quais os substratos adequados, como reproduzi-las, quais os tipos existentes e suas características e muito mais….

Estamos só começando a nossa jornada, acompanhe-nos!